Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto
Capital Brasileira do Agronegócio

AGRONEGÓCIO

Biomas Brasileiros

A definição clássica de Bioma é uma comunidade biológica, ou seja, fauna e flora, as interações entre si e com o ambiente físico: solo, água e ar. O Brasil é detentor de uma das biodiversidades mais ricas do mundo. Estima-se que o país possua uma em cada 10 espécies de plantas ou animais existentes no planeta.

 

Biomas brasileiros

Bioma Amazônia

Maior reserva de diversidade biológica do mundo, a Amazônia é também o maior bioma brasileiro em extensão e ocupa quase metade do território nacional (49,29%). A bacia amazônica ocupa 2/5 da América do Sul e 5% da superfície terrestre. Sua área, de aproximadamente 6,5 milhões de quilômetros quadrados, abriga a maior rede hidrográfica do planeta, que escoa cerca de 1/5 do volume de água doce do mundo. Sessenta por cento da bacia amazônica se encontra em território brasileiro, onde o Bioma Amazônia ocupa a totalidade de cinco unidades da federação (Acre, Amapá, Amazonas, Pará e Roraima), grande parte de Rondônia (98,8%), mais da metade de Mato Grosso (54%), além de parte de Maranhão (34%) e Tocantins (9%). Este Bioma é caracterizado por clima equatorial quente e úmido, com chuvas torrenciais e floresta fechada. Além disso, abriga cerca de 30% das florestas tropicais remanescentes no mundo.

Amazônia Legal

Com base em análises estruturais e conjunturais, o governo brasileiro, reunindo regiões de idênticos problemas econômicos, políticos e sociais, com o intuito de melhor planejar o desenvolvimento social e econômico da região amazônica, instituiu o conceito de Amazônia Legal.

Esta, por sua vez, ocupa 61% do território brasileiro e engloba nove Estados. São eles: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão (oeste do meridiano de 44º).

Cerrado

Espalhado por 11 Estados (MA, PI, TO, BA, GO, MG, MT, MS, RO, SP e PR), mais o Distrito Federal, é o segundo maior Bioma do Brasil. Uma das savanas mais ricas do mundo, em especial pelo contato biológico com os biomas vizinhos, conhecida como floresta de cabeça para baixo, porque suas raízes costumam ser maiores do que as copas. Nas suas chapadas estão as nascentes dos principais rios das bacias: Amazônica, do Prata e do São Francisco.

Mata Atlântica

Como se estende de norte a sul do Brasil, ela não é homogênea, mas sim um mosaico de vegetação. Em sua forma mais característica é uma floresta pluvial exuberante, com árvores que podem atingir 40 metros de altura. Tem uma das biodiversidades mais ricas do Brasil e do mundo. Em apenas uma área da região serrana do Espírito Santo há 476 espécies de árvores lenhosas.

Caatinga

É o único bioma exclusivamente brasileiro. Reúne pelo menos 12 vegetações distintas, caracterizadas principalmente por perderem todas as folhas no período de seca. A presença de montanhas com 2 mil metros de altura em meio ao bioma eleva um pouco a umidade, e é o que faz da região o semi-árido com maior biodiversidade do mundo.

Pampa

Pampa é uma palavra indígena para designar pradarias: superfícies planas cobertas de vegetação rasteira. A maior parte do bioma é formada por campos, mas há também trechos mais arbóreos e algumas manchas com floresta densa, semelhante à Mata Atlântica.

Pantanal

Compreendida entre os Estados de MT e MS, essa planície inundável passa até seis meses por ano debaixo d'água. É uma grande zona de transição entre a Amazônia, o Cerrado e o Chaco. Seus campos são naturalmente propícios à pastagem e à pecuária extensiva. Link: http://www.florestal.gov.br/snif/recursos-florestais/os-biomas-e-suas-florestas

Av. Luiz Eduardo de Toledo Prado, 870 - sala. 510 - Iguatemi Empresarial - Vila Golf - CEP. 14027-250 - Ribeirão Preto - SP
Fone/Fax: (16) 3623-2326 - abagrp@abagrp.org.br