Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto
Capital Brasileira do Agronegócio

ÁREA DE ATUAÇÃO

Ituverava

Ituverava: agricultura, cultura, esporte e arquitetura

Imortalizada na voz de Ivan Lins, Ituverava, adotou a letra da música de um de seus filhos ilustres, Vitor Martins, como hino oficial da cidade. Por falar em filhos ilustres, foi na piscina do clube de Ituverava que o nadador Gustavo Borges deu suas primeiras braçadas. Outro filho ilustre é o apresentador Marcelo Tass, que inovou a TV brasileira com seu estilo irreverente de se comunicar. Ituverava era, em meados do século IXX, um ponto de abastecimento para os Bandeirantes que faziam o caminho do ouro rumo a Minas Gerais.

Mas com a descoberta de uma nova rota, via Franca, a localidade foi abandonada, virou esconderijo de bandidos, até que os fazendeiros de café, proibidos de plantar em Minas, se instalaram na região. Com a agricultura o povoado passou a crescer rapidamente e a receber os imigrantes que começavam a chegar ao interior de São Paulo. Entre eles estava a família Maeda, que de colonos de café se tornaram meeiros, arrendatários e proprietários. Hoje o grupo Maeda, o maior exportador individual de algodão do Brasil e um dos maiores do mundo, também planta milho e soja e industrializa boa parte de sua produção nas unidades de Goiás e Mato Grosso. Apesar do crescimento e da verticalização, o grupo mantém sua sede em Ituverava, para não esquecer a origem. “Nunca vamos tirar o pé da terra”, afirma o presidente do grupo Takayuki Maeda.

A agricultura foi a razão da vinda deles para a cidade. Atividade que ainda é intensa em Ituverava. Soja e cana-de-açúcar cobrem as maiores áreas. O comércio, o serviço e a indústria voltados para a agricultura sempre foram muito fortes, atraindo consumidores de toda a região. A Mantovani Máquinas Agrícolas foi fundada, há 50 anos, para atender aos produtores de milho interessados em uma plataforma de colheita nacional. Com 40 mil habitantes, Ituverava é referência comercial para todas as pequenas cidades em sua volta. Orgulha-se de possuir várias agências bancárias e grandes magazines, além da indústria que fabrica a 3a marca de vassouras mais vendida no Brasil. A saúde é referência regional, outro motivo de orgulho.

O trabalho preventivo feito pelos agentes de saúde, somado à boa administração da Santa Casa local, que é superavitária, fazem de Ituverava uma das únicas cidades de porte médio no Brasil a possuir hemodiálise, mamografia, tomografia computadorizada e Unidade de Terapia Intensiva, adulto e neonatal, na rede pública. Na educação não é diferente. Em 2000 Ituverava foi classificada pela UNICEF como a 11ª do Brasil em educação para crianças de 0 a 6 anos. Uma parceria com o nadador Gustavo Borges, no programa Recriança, oferece aos alunos de 7 a 14 anos, no período em que não estão na escola, 4 núcleos onde há esporte, reforço escolar, ensino pré-profissionalizante e fanfarra.

O ensino superior da Fundação Educacional tem atraído para Ituverava alunos de todo o Brasil. O curso de Agronomia é um dos mais concorridos. Mas o maior orgulho é a praça central. O prefeito Lúcio Machado, dentista e artista plástico nas horas vagas, foi quem a idealizou. Foram seis anos de construção que ao final valeu uma aposta. O prefeito apostou o seu indefectível bigode de que não havia outra praça tão bonita no Brasil. A cachoeira que dá nome à cidade está representada bem no meio dela, junto com o brasão municipal e o monumento em homenagem ao trabalhador rural. A praça está lá. O bigode também. Se há outra mais bonita ... depende do gosto de cada um.


Dados:
742 propriedades rurais
Soja: 25.000 ha
Cana-de-açúcar: 14.600 ha
Sorgo (safrinha): 10.000 ha
Milho (safrinha): 8.000 ha
Algodão: 4.000 ha
Milho: 2.300 ha
Café: 500 ha
Amendoim: 200 ha
Arroz: 100 há

Fonte: Casa da Agricultura Ituverava.


Novembro/2003

Av. Luiz Eduardo de Toledo Prado, 870 - sala. 510 - Iguatemi Empresarial - Vila Golf - CEP. 14027-250 - Ribeirão Preto - SP
Fone/Fax: (16) 3623-2326 - abagrp@abagrp.org.br