Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto
Capital Brasileira do Agronegócio

ÁREA DE ATUAÇÃO

Pedregulho

Pedregulho: em busca do café perfeito

O clima agradável e ameno da cidade de Pedregulho é resultado de uma localização privilegiada no Estado de São Paulo. A cidade fica no prolongamento do Planalto Meridional Brasileiro, o chamado Planalto Ocidental Paulista, com altitude média entre 900 e 1000 metros, caracterizando-se por rochas sedimentares (arenito), rochas eruptivas (basalto) e até rochas metamórficas (quartzo), daí o nome Pedregulho.

No topo do planalto ficam os espigões. Nas depressões, as furnas, que formam vales espetaculares que abrigam uma reserva: o Parque Estadual das Furnas do Bom Jesus, onde a Mata Atlântica e o Cerrado formam uma notável unidade de conservação ambiental entre os Estados de Minas Gerais e São Paulo. Na reserva ainda são encontradas espécies primitivas da fauna do cerrado, como o tatu (Dasypys spp.), o tamanduá mirim (Tamandua tetradatyla), a suçuarana (Puma concolor), e a jaguatirica (Leopardus paradalis), estas duas últimas ameaçadas de extinção, além de dezenas de pássaros.

A flora também é muito rica, com exemplares de jacarandá, jequitibá, cedro, aroeira, peroba, entre outras. A reserva tem pontos de difícil acesso, como a Cascata Grande, uma das 7 existentes na reserva, que só pôde ser medida por agrimensores da Força Aérea e possui 122,5 metros de queda livre, uma das maiores do Estado. Para a economia da cidade este relevo propiciou a dobradinha “café com leite”. Os cafezais ocupam os espigões e o gado leiteiro e o de corte são criados nas furnas. A cidade de quase 15 mil habitantes tem 1/3 de sua população vivendo no campo São 1.056 propriedades rurais, em sua maioria pequenas e médias. O café é, com certeza, o maior negócio da cidade, que vem buscando incessantemente o mercado exterior. Os maiores produtores da cidade estão investindo no “café perfeito”.

A microrregião de Franca, onde está Pedregulho, vai investir R$ 2 milhões para conseguir um café processado, de maior valor adicionado, de altíssimo padrão. Além dos investimentos em equipamentos de última geração, que podem chegar a R$ 480 mil em uma única máquina, os produtores estão investindo também em treinamento de pessoal e no desenvolvimento de técnicas de cultivo. A expectativa é que as primeiras safras desse café comecem a ser colhidas em 2 anos. O leite produzido nas pequenas propriedades abastece os dois laticínios da cidade. Os outros estabelecimentos industriais do município também dependem diretamente da produção oriunda do campo: torrefadora de café, fábrica de calçados, além de bancas (trabalho informal) que fornecem artefatos para as indústrias de Franca. A Usina Hidrelétrica Luiz Carlos Barreto de Carvalho (Estreito) é a empresa que mais recolhe impostos, entretanto gera poucos postos de trabalho no município.

É a atividade agroindustrial que garante empregos e renda para a cidade. Pedregulho tem 100% de água tratada e encanada, rede de esgoto em toda a sua extensão, aterro sanitário, asfalto e serviço de saúde que atende inclusive as cidades vizinhas. O grande orgulho da cidade, entretanto, é a pirâmide construída entre 1977 e 1982, réplica da Pirâmide de Quéops, do Egito, em escala 24 vezes menor. É o monumento turístico mais importante de Pedregulho, que agora busca também incentivar o turismo ecológico, uma vez que a cidade está em uma das regiões mais preservadas do Estado.


Dados:
Café: 7 618 hectares - 371 propriedades
Produção 104.016 sacas 60 quilos
Leite: 685 propriedades
Produção: 27 mil litros/dia


Abril/2003

Av. Luiz Eduardo de Toledo Prado, 870 - sala. 510 - Iguatemi Empresarial - Vila Golf - CEP. 14027-250 - Ribeirão Preto - SP
Fone/Fax: (16) 3623-2326 - abagrp@abagrp.org.br